Pomada Cicatrizante Para Cavalo — Como Tratar Feridas Em Equinos?

3 min

Feridas na pele são frequentes em equinos, seja qual for a sua fase de vida. Mas, em cavalos atletas, as suas implicações são ainda maiores. De acordo com um estudo realizado com a raça puro-sangue inglês, 7% das lesões que levam à aposentadoria precoce desses animais é associada a ferimentos. Sendo assim, é importante saber como cuidar desses casos, utilizando, por exemplo, uma pomada cicatrizante para cavalo, além de outras soluções.

 Neste artigo, veja como cuidar de feridas de equídeos!

Tipos de feridas em cavalos

As feridas em cavalos podem ser resultado de cirurgias, traumas (como as “pisaduras”, efeito do mal ajuste da sela; ou um coice), processos neoplásicos (como os sarcóides, melanomas e carcinomas de células escamosas) e infecção fúngica (pitiose) ou parasitária (habronemose). 

O grau de dificuldade no tratamento dessas feridas envolve diversos fatores, como:

  • a localização e extensão do ferimento: a mobilidade e irrigação da área do corpo do cavalo interfere no processo de cicatrização, assim como seu tamanho e profundidade;
  • o grau de contaminação microbiana: as feridas podem ser classificadas como limpas (incisões cirúrgicas em tecidos com menor presença de microrganismos), limpas-contaminadas (incisões cirúrgicas do sistema gastrointestinal, urinário ou respiratório), contaminadas (causadas por traumas, com presença de pus) ou infectadas (presença de proliferação bacteriana, corpos estranhos ou tecido necrosado);
  • o tipo de cicatrização: de primeira intenção (quando é realizada sutura logo após o trauma), segunda intenção (a perda excessiva de tecidos ou a presença de infecção inviabilizam a sutura, mas também pode ocorrer em traumas não cirúrgicos) ou de terceira intenção (a sutura é realizada posteriormente à remoção de tecidos subjacentes).

Todas essas características são observadas pelo médico-veterinário a fim de orientar o tratamento mais adequado, assim como a passar um prognóstico — previsão de recuperação — mais preciso.

Como tratar feridas em cavalos?

Muito antes de pensar em utilizar uma pomada cicatrizante para cavalo, o primeiro passo para tratar as feridas é remover todos os materiais externos que estão no ferimento e atrapalham a recuperação. 

Sendo assim, dois processos devem ser realizados:

  • limpeza: se refere à lavagem da ferida utilizando uma solução para remover microrganismos e outros resíduos;
  • debridamento: utilizar soluções químicas ou meios mecânicos para retirada de materiais aderentes ao ferimento, estimulando os bordos da ferida para facilitar a cicatrização posteriormente. 

O que podemos passar em ferimentos de cavalos?

A indicação do que passar em ferimento de cavalo deve ser feita pelo veterinário. Mas, de qualquer forma, é interessante que algumas soluções estejam presentes na farmácia do haras para utilização na cicatrização das feridas e na recuperação dos animais, permitindo retorno às suas atividades. 

1. Higienização

Para a limpeza inicial, a solução Tergenvet®  ajuda a remover crostas e secreções. Por ser um tensoativo, o lauril sulfato de sódio também favorece a penetração de outros compostos, sem agredir o tecido. Já para a antissepsia do local, prevenindo a infecção da ferida, pode-se usar a solução antimicrobiana Furanil®

2. Tratamento de feridas infectadas

No caso de feridas que já estão infectadas, a pomada Vetaglós® faz um excelente trabalho. 

Sua associação antimicrobiana é altamente eficaz no combate a diversos microrganismos que podem estar presentes nas lesões dermatológicas. A presença de vitamina A em sua composição auxilia na manutenção e regeneração da pele. Já a ureia, além de aumentar a atividade antimicrobiana das sulfadiazinas, auxilia na hidratação e remoção de substâncias depositadas na pele.

3. Cicatrização

Por fim, para auxiliar o processo de regeneração da pele, a pomada cicatrizante para cavalo Alantol® pode ser utilizada. Ela tem, em sua composição, duas substâncias que contribuem para a recuperação da lesão: 

  • alantoína: promove estimulação epitelial, acelerando o processo de cicatrização, atividade queratolítica, conferindo maior elasticidade à cicatriz, e hidratação;
  • óxido de zinco: tem poder secativo e auxilia no processo de cicatrização por sua ação antisséptica e epitelizante.

Apesar das sugestões acima, cada ferida pode apresentar uma evolução em tempos diferentes, sendo importante o auxílio de um médico-veterinário para orientar qual é a melhor solução a ser usada em cada caso. 

Agora, vá à revendedora Vetnil mais próxima de você para obter os melhores produtos para manejo de feridas. O tratamento correto, feito no tempo certo, pode definir o futuro do seu campeão!

Comentários

Este post ainda não possui comentários, seja o primeiro a comentar.
Sac Brasil: 0800 0109 197 Internacional: 55 19 3848-8500

Av. José Nicolau Stabile, 53 – Burck |
Louveira – SP – CEP: 13290-000 | vetnil@vetnil.com.br

Copyright © 2022 Vetnil - Parceira de quem Cuida | All Rights Reserved
logo Agência